segunda-feira, 22 de janeiro de 2018




Não vás ainda. Volta de novo.
 Vou deitar-me outra vez no meu lugar e deixar o teu à tua espera. 
Vem de noite sem eu dar conta e acordar contigo
 ainda no teu sono e tocar-te e seres tu. 






 Vergílio Ferreira
 (Foto de Nishe)

domingo, 21 de janeiro de 2018




Vi Roma a arder, e neros vários
 bronzeados à luz da califórnia 
guardar em naftalina nos armários 
timidamente, a lira babilónia; 
as capitais da terra, uma a uma, 
desfeitas em nuvem e negra espuma, 
atingidas de noite no seu centro; 
mas nunca vi paris contigo dentro.
 E falta-me esta imagem para ter
 inteiro o álbum que me coube em sorte
 como um cinema onde passava «a morte»; 
solene imperador, abrindo o manto
 onde ocultei a cólera e o pranto, 
falta-me ver paris contigo dentro. 






 António Franco Alexandre

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018




Devias estar aqui rente aos meus lábios
 para dividir contigo esta amargura
 dos meus dias partidos um a um








 Eugénio de Andrade

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

travessia




Nunca houve deus, nem virgens, nem santos, 
nem ícone que proteja, nem oração que console; 
nunca houve milagres ou prodígios, 
nem salvação da alma ou vida eterna; 
nem palavras mágicas, nem bálsamo eficaz 
contra a dor que não enfraquece nunca;
 e nem luz do outro lado das sombras,
 nem saída do túnel, nem esperança. 
Só nos acompanha nesta travessia
 um anjo da guarda perplexo que suporta 
a mesma vida que cão que nós todos. 






 Amalia Bautista

terça-feira, 16 de janeiro de 2018




E ao fim do meu dia
 a matéria de que se faz a minha vida 
de novo abandonada 
de novo de novo abandonada
 pergunta-me silenciosa
 se ao apagar da luz 
a vida terá princípio. 






 Pedro Tamen

domingo, 14 de janeiro de 2018




nunca lhe aconteceu nada de grande, viveu o que toda a gente viveu. 
Se lhe perguntassem da paixão, responderia espantada que o amor desvia os olhos dos nomes, volta-se para a janela:

 - toda a vida o mesmo céu, este, contra o qual envelheço. 






 Rui Nunes